Outros projectos

EntradaProjectos2008Figueiras 4, Serpa
Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 317

Figueiras 4, Serpa

Espaço: O sítio localiza-se nas encostas de uma elevação suave (a cerca de 148m de altitude), que atinge no topo cerca de 180m em relação nível médio das águas do mar. Do ponto de vista geológico, encontra-se numa área de argilas, margas, calcários e conglomerados formados no Miocénico, mais especificamente numa crista com desenvolvimento SE-NO, de granito calco-alcalino, de grão médio, não porfiróide. As estruturas negativas identificadas nos trabalhos arqueológicos terão sido escavadas nas margas existentes naquela área.


Objectivos: minimizar os impactes sobre o património arqueológico decorrentes da execução da Barragem da Amoreira, através da abertura de sondagens e escavação em área dos contextos detectados.


Trabalhos: Os trabalhos arqueológicos no sítio de Figueiras 4 iniciaram-se com a limpeza manual de toda a área, de forma a identificar áreas de maior concentração de vestígios, tendo em vista a marcação das sondagens a efectuar.
Feita a marcação, iniciou-se a primeira fase dos trabalhos, com a escavação manual de 11 sondagens: quatro no Sector I e sete no Sector II. Face aos elementos recolhidos, decidiu-se a realização de uma segunda fase da intervenção arqueológica, que contou com o alargamento de algumas sondagens de maior relevância; a escavação manual integral da área adjacente ao Sector I, face aos vestígios detectados neste e à sua afectação total por parte da obra de construção; a remoção mecânica, acompanhada, dos depósitos remanescentes nos Sectores I e II,  correspondentes aos espaços deixados livres entre as sondagens e posteriores alargamentos; e ainda a recolha criteriosa dos materiais provenientes dos depósitos removidos mecanicamente, recorrendo a um processo de crivagem expedita.


Materiais: A análise do material recolhido durante as duas fases dos trabalhos arqueológicos permitiu a inventariação de 1155 fragmentos ou conjuntos de fragmentos, dos quais 339 provenientes de recolhas de superfície ou crivagem de terras aquando da decapagem mecânica e 816 provenientes das diversas sondagens e respectivos alargamentos. De entre o material proveniente das sondagens nota-se a esperada predominância da cerâmica em relação aos restantes, existindo no conjunto exemplos de materiais osteológicos, malacológicos, metálicos, pétreos, vítreos, carvões, objectos em osso e ainda material de construção.
Uma vez analisado o conjunto de materiais na sua generalidade, poderemos verificar que existem algumas peças passíveis de fornecer cronologias mais ou menos fiáveis, embora bastante vastas, para a ocupação do local em questão, apesar de a maioria do espólio inventariado não permitir uma aproximação mais precisa do que a de Época Romana. Dos 1155 números de inventário, 107 são de cronologia indeterminável, 619 poderão ser atribuídos ao período romano e 429 permitem datações relativas, entre os séculos I e V.


Resultados: Do conjunto das diferentes fases de intervenção no sítio arqueológico de Figueiras 4, resultou uma escavação em área, onde se conjugaram meios manuais e mecânicos.
No geral, e com excepção de uma área específica localizada no Sector III, a estratigrafia do local é muito simples, reduzindo-se a uma sequência de dois a três níveis com interesse arqueológico. Ainda assim, nesses níveis, a presença de espólio arqueológico é muito frequente e, apesar de se compor maioritariamente de cerâmicas de construção (quadrantes, tijolos, telhas), recolheram-se numerosos exemplares de outros tipos, nomeadamente de cerâmica comum, mas também de terra sigillata e cerâmica de paredes finas. Entre o espólio não cerâmico, apontamos os exemplares metálicos, os fragmentos de estuque pintado, e os restos de escória. A cronologia romana parece ser factor comum a todo o espólio identificado. No Sector I registou-se um pequeno murete, cujos limites não foi possível identificar, por se encontrarem fora da área de intervenção, a SO, e já destruídos pela estrada de acesso à obra, a NE. De pequeno porte, muito irregular, e aproveitando parte de uma crista rochosa própria do afloramento, parece tratar-se de um separador de propriedade rural. A presença de uma villa romana nas proximidades, e cuja pars rustica terá sido escavada em área adjacente à agora intervencionada, permite supor a continuação daquela área funcional agrícola, onde a sequência de interfaces acima mencionada poderá ser incluída, servindo, por exemplo, como dispositivo de decantação. Foi também detectado um conjunto de quatro valas convergentes, no Sector II, que teria evidente função prática de escoamento. As suas dimensões parecem indicar mais que meros canais de rega. Em momento posterior ao abandono e enchimento definitivo das valas mencionadas, terão sido abertas quatro fossas no mesmo Sector. Se três destas teriam, em princípio, propósito de armazenamento, neste caso utilizadas como silos para guardar cereal, já a restante, pelas suas dimensões, e por ter sido aberta para conter exclusivamente um recipiente cerâmico, sugere práticas devocionais, ou rituais fundacionais, de que se conhecem notícias no mundo romano.
Do descrito resulta, no sítio de Figueiras 4, uma ocupação de clara cronologia romana e de longa prevalência, relacionada com a villa adjacente, cujas estruturas detectadas apontam para claro ambiente de vivência funcional imputável à actividade agrícola.

Responsáveis pelo Projeto: Ana Vieira, Paulo Rebelo e Raquel Santos

btn facebook

  • BANNERlevantamentosNEW
  • BANNERprojetoseventos

Arquivo

Sob a terra e as Águas

Sob a terra e as Águas

Arqueologia no Bairro - Antigo Mercado de Belém

Arqueologia no Bairro - Antigo Mercado de Belém

Conferência Fortaleza de Nossa Senhora de Cascais - Vigia de Lisboa, Guarda de Cascais

Conferência Fortaleza de Nossa Senhora de Cascais - Vigia de Lisboa, Guarda de Cascais

Apresentação da 20ª edição impressa da Revista Al-Madan

Apresentação da 20ª edição impressa da Revista Al-Madan

Protocolo entre FCSH-UNL e Neoépica,Lda

Protocolo entre FCSH-UNL e Neoépica,Lda

Problemáticas da arqueologia urbana: a experiência da Neoépica

Problemáticas da arqueologia urbana: a experiência da Neoépica

Terramoto de Lisboa. Arqueologia e História

Terramoto de Lisboa. Arqueologia e História

O Povoado Pré-Histórico da Travessa das Dores

O Povoado Pré-Histórico da Travessa das Dores

I Encontro de Arqueologia de Lisboa

I Encontro de Arqueologia de Lisboa

Contextos Funerários da Idade do Bronze no sítio do Terraço das Laranjeiras - Vale do Sabor

Contextos Funerários da Idade do Bronze no sítio do Terraço das Laranjeiras - Vale do Sabor

Seminário Lisboa Subterrânea - Trajectos na Arqueologia Lisboeta Contemporânea

Seminário Lisboa Subterrânea - Trajectos na Arqueologia Lisboeta Contemporânea

Achados Arqueológicos do Carmo

Achados Arqueológicos do Carmo

Liceu Passos Manuel distinguido com o prémio Europa Nostra 2013 na área da Conservação do Património

Liceu Passos Manuel distinguido com o prémio Europa Nostra 2013 na área da Conservação do Património

Sistema de lavagem de material da Neoépica

Sistema de lavagem de material da Neoépica

A Neoépica no I Congresso de Arqueologia da Associação Portuguesa de Arqueólogos

A Neoépica no I Congresso de Arqueologia da Associação Portuguesa de Arqueólogos

Velhos e Novos Mundos. Estudos de Arqueologia Moderna.

Velhos e Novos Mundos. Estudos de Arqueologia Moderna.

Artigo da Neoépica na Cira Arqueologia nº2

Artigo da Neoépica na Cira Arqueologia nº2

Artigos da Neoépica na Revista PARC

Artigos da Neoépica na Revista PARC

A Neoépica no Congresso Internacional de Faiança Portuguesa

A Neoépica no Congresso Internacional de Faiança Portuguesa

Nas rotas do mundo - A Faiança Portuguesa (séculos XVI-XVIII)

Nas rotas do mundo - A Faiança Portuguesa (séculos XVI-XVIII)

Arqueologia nas Escolas

Arqueologia nas Escolas

1º Congresso Internacional de Faiança Portuguesa

1º Congresso Internacional de Faiança Portuguesa

«
»

Vale Frio, Aljustrel

2009
Vale Frio, Aljustrel

Travessa das Dores, Lisboa

2013
Travessa das Dores, Lisboa

Travessa da Pena, Lisboa

2012
Travessa da Pena, Lisboa

Travessa da Boa Hora à Ajuda 25, Lisboa

2013
Travessa da Boa Hora à Ajuda 25, Lisboa

Torre Velha 11 (Barragem da Lage), Serpa

2009
 Torre Velha 11 (Barragem da Lage), Serpa

Terraços do Carmo, Lisboa

2013
Terraços do Carmo, Lisboa

Terras do Javardo, Cascais

2014
Terras do Javardo, Cascais

Sistema de Abastecimento de Água do Município do Sardoal

2014
Sistema de Abastecimento de Água do Município do Sardoal

Rua Vítor Cordon, Lisboa (2ª Fase)

2015
Rua Vítor Cordon, Lisboa (2ª Fase)

Rua Vítor Cordon, Lisboa (1ª Fase)

2010
Rua Vítor Cordon, Lisboa (1ª Fase)

Rua Vieira Portuense, Lisboa

2013
Rua Vieira Portuense, Lisboa

Rua Ribeiro Sanches 67, Lisboa

2016
Rua Ribeiro Sanches 67, Lisboa

Rua dos Bacalhoeiros, Lisboa

2007
Rua dos Bacalhoeiros, Lisboa

Rua dos Bacalhoeiros 99-115A, Lisboa

2015
Rua dos Bacalhoeiros 99-115A, Lisboa

Rua do Salitre 122, Lisboa

2014
Rua do Salitre 122, Lisboa

Rua do Ouro 100, Lisboa

2014
Rua do Ouro 100, Lisboa

Rua do Jardim nº21, Lagos

2006
Rua do Jardim nº21, Lagos

Rua do Arsenal 60, Lisboa

2013
Rua do Arsenal 60, Lisboa

Rua Direita 14, Óbidos

2014
Rua Direita 14, Óbidos

Rua de Buenos Aires, Lisboa

2010
Rua de Buenos Aires, Lisboa

Rua das Escolas Gerais, Lisboa

2006
Rua das Escolas Gerais, Lisboa

Rua das Amoreiras 79/87, Lisboa

2014
Rua das Amoreiras 79/87, Lisboa

Rua da Adiça, Lisboa

2014
Rua da Adiça, Lisboa

Rua Covas do Carrascal 185, Cascais

2015
Rua Covas do Carrascal 185, Cascais

Rua Cândido dos Reis, Almada

2011
Rua Cândido dos Reis, Almada

Rua António Maria Cardoso, Lisboa (3ª Fase)

2013
Rua António Maria Cardoso, Lisboa (3ª Fase)

Rua António Maria Cardoso, Lisboa (2ª Fase)

2013
Rua António Maria Cardoso, Lisboa (2ª Fase)

Rua António Maria Cardoso, Lisboa (1ª Fase)

2010
 Rua António Maria Cardoso, Lisboa (1ª Fase)

Quinta Nova de Santo António, Carcavelos

2009
Quinta Nova de Santo António, Carcavelos

Quinta Nova 2, Évora

2008
Quinta Nova 2, Évora

Quinta de Cima, Colares(Sintra)

2014
Quinta de Cima, Colares(Sintra)

Pousada na Praça do Comércio, Lisboa

2014
Pousada na Praça do Comércio, Lisboa

Porto Torrão (1ªFase), Ferreira do Alentejo

2008
Porto Torrão (1ªFase), Ferreira do Alentejo

Porto Torrão (2ª Fase), Ferreira do Alentejo

2009
Porto Torrão (2ª Fase), Ferreira do Alentejo

Prospecção Intensiva no Baixo Sabor

2012
Prospecção Intensiva no Baixo Sabor

Pedreira nº 6346, Santarém

2010
Pedreira nº 6346, Santarém

Pedreira nº 5821, Porto de Mós

2009
 Pedreira nº 5821, Porto de Mós

Pedreira nº 5700, Porto de Mós

2009
 Pedreira nº 5700, Porto de Mós

Pedreira nº 5492, Santarém

2009
Pedreira nº 5492, Santarém

Pedreira de Vale da Mata, Alcanede

2013
Pedreira de Vale da Mata, Alcanede

Pedreira de Calcário Vale da Moita, Porto de Mós

2012
Pedreira de Calcário Vale da Moita, Porto de Mós

Pedreira Codorneiro nº 4, Alcobaça

2013
Pedreira Codorneiro nº 4, Alcobaça

Pedreira 5551, Porto de Mós

2012
Pedreira 5551, Porto de Mós

Parque de Estacionamento da Travessa da Memória, Lisboa

2010
Parque de Estacionamento da Travessa da Memória, Lisboa

Parque da Pena, Sintra

2006
Parque da Pena, Sintra

Parque de Estacionamento da Cidadela, Cascais

2006
Parque de Estacionamento da Cidadela, Cascais

Palmares Resort, Lagos

2010
 Palmares Resort, Lagos

Palácio de Monserrate, Sintra

2007
Palácio de Monserrate, Sintra

Palácio da Cidadela, Cascais

2009
 Palácio da Cidadela, Cascais

Palácio Conde-Barão de Alvito, Lisboa

2015
Palácio Conde-Barão de Alvito, Lisboa

Monte das Flores, Évora

2011
Monte das Flores, Évora

Moinho de Vento 20-1, Amadora

2008
Moinho de Vento 20-1, Amadora

Lugar do Valinho de Fátima, Ourém

2007
Lugar do Valinho de Fátima, Ourém

Largo dos Trigueiros, Lisboa

2011
Largo dos Trigueiros, Lisboa

Largo da Assunção, Cascais

2010
 Largo da Assunção, Cascais

Largo da Ajuda e Rua Azeredo Perdigão, Peniche

2007
Largo da Ajuda e Rua Azeredo Perdigão, Peniche

Instituto Hidrográfico de Lisboa

2006
Instituto Hidrográfico de Lisboa

Hotel Cais de Santarém (antigos armazéns Sommer), Lisboa

2014
Hotel Cais de Santarém (antigos armazéns Sommer), Lisboa

Fosso da Fortaleza de Nossa Senhora da Luz, Cascais

2011
Fosso da Fortaleza de Nossa Senhora da Luz, Cascais

Forte da Crismina, Cascais

2006
Forte da Crismina, Cascais

Figueiras 4, Serpa

2008
Figueiras 4, Serpa

Estudo Arqueológico SMAS, Sintra

2014
Estudo Arqueológico SMAS, Sintra

Estrada da Pena nº 12, Sintra

2016
Estrada da Pena nº 12, Sintra

Escola Secundária Sá da Bandeira, Santarém

2009
 Escola Secundária Sá da Bandeira, Santarém

Escola Secundária Jácome Ratton, Tomar

2009
Escola Secundária Jácome Ratton, Tomar

Escola Secundária Diogo de Gouveia, Beja

2009
Escola Secundária Diogo de Gouveia, Beja

Escola Secundária de Alcácer do Sal

2009
Escola Secundária de Alcácer do Sal

Parque Urbano das Mercês, Sintra

2009
Parque Urbano das Mercês, Sintra

Entre Águas 5, Serpa

2008
Entre Águas 5, Serpa

Costa do Castelo 77, Lisboa

2015
Costa do Castelo 77, Lisboa

Corça 2, Serpa

2008
Corça 2, Serpa

Convento dos Capuchos – Tapada de D. Fernando, Sintra

2016
Convento dos Capuchos – Tapada de D. Fernando, Sintra

Construção da Nova Barragem do Alto Ceira, Pampilhosa da Serra

2013
Construção da Nova Barragem do Alto Ceira, Pampilhosa da Serra

Condomínio da Azinheira, Ferreira do Alentejo

2010
Condomínio da Azinheira, Ferreira do Alentejo

Cerro do Leiria, Tavira

2010
Cerro do Leiria, Tavira

Casa de Sta Maria, Cascais

2012
Casa de Sta Maria, Cascais

Caracterização Espeleo-Arqueológica da Pedreira Relvinha nº2 , Alcanede

2013
Caracterização Espeleo-Arqueológica da Pedreira Relvinha nº2 , Alcanede

Calçada dos Clérigos e Rua da Trindade, Sintra

2016
Calçada dos Clérigos e Rua da Trindade, Sintra

Calçada do Rio do Porto, Sintra

2013
Calçada do Rio do Porto, Sintra

Calçada do Garcia 26/32, Lisboa

2015
Calçada do Garcia 26/32, Lisboa

Beco dos Apóstolos, Lisboa

2013
Beco dos Apóstolos, Lisboa

Beco do Loureiro, Lisboa

2011
Beco do Loureiro, Lisboa

Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor

2012
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor

Alto do Moinho Velho, Tires

2012
Alto do Moinho Velho, Tires

Alto do Cidreira, Cascais

2007
Alto do Cidreira, Cascais